1590, PORTUGAL, AD LIMINA

CARTA PASTORAL
Do Reverendíssimo em Cristo
Padre Dom Teotónio de Bragança, Arcebispo de Évora para a cleresia e mais povo do seu Arcebispado
[16.3.1590]

Dom Teotónio de Bragança, por mercê de Deus e da Santa Igreja de Roma Arcebispo de Évora, etc. Aos reverendos, Deão, Dignidades, Cónegos, e Cabido desta nossa santa Sé, e pessoas da nossa Relação, Vigários, Priores, Curas, e mais pessoas assim Regulares como Eclesiásticas, e Seculares deste nosso Arcebispado, Saúde em Iesu Christo. Fazemos saber, que tendo alguns negócios de muita importância, e descarrego de nossa consciência, bem e proveito Espiritual de nossos súbditos, que comunicar com el Rei meu Senhor, dando primeiro conta a sua Magestade, estamos de caminho para a sua côrte.

E também movidos da obrigação que temos aos mandados Apostólicos imos com intenção, não ordenando de novo o Papa nosso Senhor outra causa, vistas as nossas indisposições e idade, de cumprir em tudo a bula que sua Santidade pubricou no ano primeiro de seu Pontificado, porque manda aos Prelados de toda a Cristandade sob graves penas vão visitar a Igreja dos Apóstolos, são Pedro e são Paulo a Roma, e dar conta a sua Santidade do estado de cada um da sua Igreja para que como Pastor universal possa ter de tudo notícia e governar-nos como bom Pastor. E assim como me faz Deus mercê por sua infinita bondade neste caminho não levar outro intento algum humano que à obediência e reverencia que devo à Santa Sé Apostólica, e o poder com autoridade dei Rei meu Senhor, procurar se dê ordem a muitas causas que hão mister neste Arcebispado sem se misturar outra alguma de fora que não seja Espiritual, assim espero da sua divina mão favor e ajuda, e bom sucesso em tudo. Bem vejo, que as minhas doenças e idade me puderam obrigar a procurar de me excusar de sair de minha casa, mas confesso-vos, que o amor que tenho a esta igreja, que me tem tantos anos sofrido, e o pequeno cabedal que tenho para a servir, me fazem deixar tudo, e aventurar tudo, e passar por todos os inconvenientes e caminhos e trabalhos deles, que são mui presentes pela experiência que deles tenho de tantos tempos, cuidando que com esta minha ida faço o maior e derradeiro esforço e maior demonstração do que lhe quero, e o que desejo que todas as causas dela procedam de maneira que se sirva nosso Senhor com paz, suavidade e justiça, mas também levo muita confiança que de vossa parte respondereis nesta minha ausência às obrigações que tendes todos e cada um de acudir ao puro serviço de Deus nosso Senhor, com toda a perfeição e pontualidade que deveis. As pessoas Eclesiásticas assim Regulares como Seculares que saís chamadas com particular voz à sorte do Senhor para ajuda minha: considerai que o vosso ofício próprio é administrardes a salvação ao povo, ou com Sacramentos, ou com orações, e sacrifícios, ou com exemplo da vida: exortando com viva voz o zelo e observância de sua lei, procurando com as pregações que não haja vícios, que se plantem virtudes, atalhando às ocasiões de novidades de doutrinas suspeitosas, e de liberdades que podem trazer consigo maior cativeiro e maiores prisões: vejam todos em vós uma claridade divina, um trato proveitoso, grave e modesto: no falar muita madureza, muita limpeza, e muito tento, em modo que não somente glorifiqueis a Deus em vossas obras e cumprais sua vontade em tudo, mas que resplandeçais de maneira que possa o povo ser edificado com vossa doutrina, e exemplo devido. Lembro-vos que ainda que as ofensas que se fazem a Deus nosso Senhor, todas são tão grandes, as que se cometem pelos Eclesiásticos são detestáveis, porque a queda é de lugar mais alto donde Deus vos pôs sôbolos outros, e a ingratidão para com ele é muito maior, e a ocasião que se dará a muitos para se entregarem aos vícios, será grande e provocará com muita mais força a sua ira a novos castigos. Aos Seculares encarrego muito tragam à memória o prémio que Deus lhe promete no paraíso, as penas do inferno e tormentos perpétuos, se não cumprirem seus mandamentos, o amor que devem a um Deus que os criou e morreu por eles, o pouco a que os obriga, e com quão pouco cabedal ganharam as riquezas para sempre, pois as leis que temos, assim nas que Deus nos deu como as da igreja à mesma razão e alma satisfazem: trabalhem de cobrar um grande amor a Deus e a quem tanto devem amar, e verão quão suave lhe parece tudo o que fazem para agradar e quanto mais maus de contentar são os amigos e os parentes, e os que mais queremos nesta vida: mas se por fraqueza humana ou por qualquer outra via caírem em pecado acudam aos Sacramentos: olhai quantos remédios dá Deus para não perdermos, e quantos para o tornar a ganhar tendo-o perdido: trabalhai filhos em Isu Xpo por tratar de fazer vida nova, aparando-vos de toda a espécie de vícios e pecados: Olhai que eles são os que vos confundem, os que vos perturbam, os que vos fazem andar cegos e os que vos podem pôr no estado em que hoje estão grande Províncias, e grandes Reinos e Monarquias, As perdas de África, às Pestes, às inquietações que tivestes, e todos os mais castigos foram somente castigos de Pai que vos quer reduzir ao bem, mas de vossos pecados forem por diante, desprezando esta suave maneira de proceder de Deus, e o que mais se deve temer à soltura deles, o não haver pejo de os cometer em público, com público escândalo, se de todo se perder o respeito, e na vida, nos cantares, e intertimentos, e em todas as mais obras não houver moderação é muito de temer que nos trate Deus como juiz rigoroso, e diga uma vez, já que tantas vezes me deixais, deixo-vos : Imaginai quais ficaremos sem Deus, sem Sacrifícios, sem Igreja, sem Sacramento, sem Ordem, sem Pastores, entregues a Lobos carniceiros que com tragarem as almas não perdoam às fazendas, nem às vidas, nem às ‘honras, que foram dos Cristãos de África aqui nossa vizinha, que foi da Cristandade de Palestina e terra santa, e das outras províncias tiranizadas pelos Turcos e Mouros: em que termos está Inglaterra e Alemanha e França: se aí alguns Católicos Cristãos são cativos, vivem em extrema miséria de todas as causas, sem polícia, sem ordem, e até os mesmos filhos lhes tornam, e o pior é que não têm comodidade para se aconselharem nas causas da Fé, nem para se ajudarem dos Sacramentos, das Pregações, e ofícios Divinos, e conselhos de quem os possa guiar ao caminho de sua salvação: mas o que é mau para sentir sem nenhuma comparação, e para temer é o que se segue ao apartar-se de Deus, erros do entendimento, e o como se cegam as almas fora de Deus, e os erros em que caem isto é verdadeiro inferno, perdida da alma, da vida, da fazenda, da honra, e da pátria: ponde isto diante e vereis quão pouco vos pede Deus nosso Senhor, como vos dizia, e o muito que fora razão fazerdes por evitardes tantos males, e o inferno por derradeiro, e animar-vos-eis a fugir dos pecados que ofendem e provocam tanto a ira de Deus escramentai-vos em cabeça alheia, e olhai que por menos pecados dos que hoje há, há muitos no inferno e Províncias acabadas e assoladas: espero que assim o façais, e que hajais dó de vós e da terra em que nascestes, que também está em seu modo chama e pede vingança de pecados desenfreados. A ordem que deixo nesta minha ausência espero que vos ajude muito para este intento. No governo de todo este Arcebispado, no particular da Relação, e Justiças, e visitadores procurei de pôr pessoas zelosas do serviço de Deus e de vosso bem que hão-de tratar vossas causas com muita inteireza e zelo de vossa salvação, e que se faz por vossa saúde, e as mesinhas que se aplicam a vossas chagas, se vos doerem que para vos doerem se aplicam, estimai–as e recebei-as da mão de Deus cujo lugar representamos. Ai da terra donde não há médicos, e donde os enfermos não querem ser curados, tendo-vos por muito ditosos de terdes quem vos faça lembranças necessárias para vossa salvação, e estimai muito os que vigiam sobre vossas consciências e vidas, pois vós sois os que ganhais tanto. Ao governador que fica em meu lugar podeis acudir em todas vossas necessidades assim espirituais como temporais, porque lhe fica ordem particular para acudir a tudo e a todos consolar como sempre pretendi fazer. Resta agora recomendar-vos com toda a instância que peçais a nosso Senhor em vossas orações que me dê espírito para as causas de seu serviço qual convém e bom sucesso nos negócios pois são seus, e me guie para que o não ofenda nunca, e morra em graça sua. Em Évora aos dezasseis de Março de 1590.

Tradução de Pinharanda Gomes. Transcrição ASCENDENS.

Anúncios

6 thoughts on “1590, PORTUGAL, AD LIMINA

  1. Amigo Montfort

    Ascendens

    Salve Maria,
    Deixo este texto aqui, porque talvez voce não volte mais ao Brasil ou se perca em seus muitos comentários pelo mundo, mas pelo que vejo, voce vem menos ainda em seu proprio blog.

    Deus o abençoe.

    Amigo Montfort, em Junho 8th, 2008 às 3:55 pm Diz:

    Caro Ascendens

    Voce diz coisas boas e legais, que eu até concordo, como a bronca que tu destes na Magdália, mas ao mesmo tempo não te entendo, acabas de indicar o site Montfort, logo O Fedeli que disse não indicar nem para o pior inimigo dele, entrar no Seminário de Campos, anteriormente “TFP”, agora São João Maria Vianey e a favor do Papa, até rasgaram seus pamfletos anti-Vaticano II e suas 62 razões para não ir à Santa Missa “Nova”, Diz Fedeli apoiar o “IBP”, mas falsamente provoca conflitos em todo o Brasil contra os Bispos e a CNBB dificultando o trabalho do “IBP” e também ataca ferozmente a “FSSPX” que também ultimamente até fala contra o Sedevacantismo e se aproxima das tendências do “IBP”.
    Prá tu veres os tradicionalistas estão em crise contra si mesmos, e totalmente perdidos depois que Lefebvre seguiu seu destino eterno, e cada um tenta subir ao trono Vacante do Mestre errante.
    Enfim andei lendo textos do “IBP” e vejo muita segurança no que propoem, não atacam mais o Vaticano II e nem o Papa, deixando os seguidores da FSSPX deslocados em suas propostas antigas e ultrapassadas, afinal o tradicionalismo não é proibido e pode ser exercido livremente sem ataques à Santa Sé. O que na época de Lefebvre não era possível.

    Isto me lembra a parabola do filho pródigo, quando o filho estava chegando em casa e vendo seu Pai ao longe de braços abertos lhe esperando, resolveu atirar-lhe pedras, para quem sabe, receber outra parte da Herança.

    Mas não foi assim que Cristo nos contou a História, ele disse o que realmente sentia:
    “Pai pequei contra o céu e contra Ti… Já não sou digno de ser chamado teu filho … ”

    Fedeli não costuma nem sequer pensar nestas palavras, para quem o viu ajoelhado aos pés de João Paulo II, “como uma das unicas fotos que ele mantém em seu site”, até pensou que realmente ele tinha retornado para a verdadeira Igreja, mas mesmo divulgando cartas de “Fedelidade”, ele sempre busca ocasiões de Fofocar contra Roma e o Papa, demonstrando que “Fidelidade” nunca foi o seu ” Fort “.

    Meu caro Ascendens, a cada dia que passa os Amigos Montfort tornam-se inimigos Montfort, e seus leitores já quase não leem mais os textos de Fedeli, somentes os da Ivone, do Marcelo ou do Fabiano que não denigrem a pessoa humana dos seus amados leitores.

    Um grande ponto positivo do “IBP”, suas respostas não denigrem nem menosprezam mais a pessoa de seus leitores, mesmo que sejam contrários às suas propostas.

    Você que demonstrou tanto apreço pela FSSPX, deveriam seguir o mesmo caminho do “IBP” e se aproximarem mais de Roma com amor e carinho vivendo o tradicionalismo proposto pelo Papa em perfeita comunhão com a Igreja e sem conflitos com a “Missa Nova”, isto implica em não ficar denegrindo a Missa ou o papa Paulo VI por a ter aprovado.

    Quanto à formação de novos Sacerdotes, bem sabemos que cada congregação os forma como lhes convém, afinal de contas cada uma delas seguem um Santo que lhes foi um exemplo de Cristo na terra, neste ponto também dizem seguir um Carisma proprio que outros não seguem, mas sabemos também que Vocações são geradas nos corações que admiram nossas atitudes de santidade ou exemplos de Cristo em nossas vidas, sendo assim, os Santos da FSSPX deveriam atrair muito mais seminaristas que os tais “Modernistas” que voce diz ser donos dos seminários modernos, digo-lhes, no Brasil o que mais atrai Seminaristas são os encontros com Cristo realizados pela RCC em todo o Brasil.
    Se isto não for fruto e “nova primavera” não sei identificar um fruto verdadeiro, só para lhe dizer uma curiosidade, descobri que maçã não é fruto, como poderia ser o fruto proibido do paraíso.

    In corde Jesu, Semper

    Responder
  2. ASCENDENS(Pt.) Post author

    Caro “Amigo Monfort”:

    “Voce diz coisas boas e legais, que eu até concordo, como a bronca que tu destes na Magdália…”

    A “bronca” foi boa e legal e por isso vc. Concorda? Ou o que vc. Concorda chama de “bom” e “legal”? Vamos ver o que vc. Mais acha de bom e legal.

    O seu texto é uma confusão, tanto no modo como no conteúdo. E tentei fazer um trabalho hermenêutico para conseguir entender o que quis dizer e não conseguiu dizer.

    Depois do trabalho hermenêutico fica visto que não há possibilidade de diálogo porque os conceitos que usa e os preconceitos são tão entorpecidos que não levam a nada. Poderá futuramente refazer o texto de forma objectiva livres de deturpações.

    Veja os conceitos, veja a sua crença:

    – Diz que os “tradicionalistas” são contra o Papa, tal como seriam seus seminários;
    – Acredita que há uma Santa Missa que é “nova” (Novo Ordo);
    – Acredita que não há conflitos entre a CNBB e a Igreja, no seu Magistério e Santa Doutrina e Santa Tradição;
    – Acredita que o sedvacantismo foi apoiado pela FSSPX anteriormente!;
    – Acredita que “tradicionalistas” é uma coisa diferente do catolicismo antes do Concílio;
    – Acredita que Mosenhor Lefevre, um santo homem querido pela providência Divina, seja um cismático e tenha um “trono vacante”;
    – Vc. é modernista e confunde a pessoa do Papa com a autoridade de Pedro, e noutras situações vc. Desobedece a Pedro para obedecer à pessoa do Papa somente. Isso é heresia;
    – Vc. acredita que a FSSPX tem propostas doutrinais;
    – Vc. Confunde doutrina com propostas, e confunde obrigatoriedade com propostas;
    – Vc. acredita na ideologia modernista e faz entender a “evolução do dogma”;
    – Vc. inventou uma parábola do filho pródigo que não vem na Bíblia;
    – Acredita que vc. está em comunhão com a Igreja desobedecendo a Deus e corrompendo a sua Doutrina (volte para casa);
    – A Igreja é Santa, não mente e vc acredita que a Igreja mente e agora reinventa uma nova doutrina (volte para casa do Pai e se converta segundo o que todos os santos acreditaram e acreditam);
    – Vem fazer propaganda modernista do tipo: ninguém lê a Montefort, não leia, siga a moda, erre, siga a maioria, desista, vire as costas para Deus e adira à “nova Igreja” recente;
    – Vc. substitui Roma por Deus e pela Igreja, e as coloca em guerra;
    – Vc. acredita na aparência e rejeita a realidade;
    – Sua “Roma” não é a “Roma eterna” mas a “Roma externa e mutante”;
    – Vc. confia no uso da lei mas demite a lei;
    – Quando admite a lei não é pelo fundamento que originou essa lei, é um legalista ou fariseu;
    – O Motu Próprio Ecclesia Dei é tão irrevogável que já foi duplamente contrariado por Bento XVI, mesmo assim vc continua a não querer ver;
    – Se um Papa disser que alguém ainda pode estar mais em comunhão com Roma, e se vc. for inimigo desse alguém, vc. conclui que passou a estar milagrosamente em plena comunhão com Roma, esquecendo que vc. pode estar em ruptura com Roma. Ainda não descobriu esse erro infantil certamente;
    – Acredita que a Missa Nova é o Rito Romano mesmo depois de Bento XVI explicar que não o é;
    – Acredita que condenar o mal e exaltar o bem é denegrimento;
    – Acredita que a “Missa Nova” não está em conflito com a Igreja;
    – Acredita que a santidade não segue um único caminho mas pode seguir caminhos múltiplos (heresia);
    – Vc. Acredita que devemos atrair seminaristas e esquece que quem deve verdadeiramente atrair é Cristo (heresia);
    – Acredita que a RCC não um caminho de perdição;
    – Acredita na herética “nova primavera”;

    Eu não tenho acompanhado as andanças do IBP nem nunca o fiz. Normalmente o que me importa nesses assuntos é somente o conhecimento, da Verdade Revelada, da doutrina da Igreja, da fidelidade pela Santa Tradição. E numa reposta que eu dei para a Magdalia vc pode ler que eu não tolero CLUBINHOS, pois isso é coisas de modernistas como vc. Sei que há fidelidade na FSSPX mais que em qualquer outro lugar do mundo e por esse motivo devemos ajudar a FSSPX nessa missão incumbida por Deus a toda à sua Santa Igreja, fora da qual ninguém pode obter a salvação mas dentro da qual ninguém obtêm a salvação se adulterar a doutrina e não seguir o que Deus nos ensinou por Ela.

    Como quer que lhe responda se constrói um texto ideológico cheio de crenças anti católicas? Como quer obrigar-me a professar o modernismo e a negar Deus?

    Se realmente quer uma conversa possível deve começar por dizer o que pretende, mas veio aqui simplesmente vomitar campanhas de denegrimento e de apoio à RCC, manipulando slogans, sem explicações.

    Pode começar por fundamentar essas ideologias e erros que, certamente para si não são erros? Não tem que ser uma “prova” e não deve ser uma prova racional, mas sim uma reflexão honesta aos conteúdos onde fundamenta esse seu “sentimento-fé”. Pois segundo o que vc. afirma é claro que vc. não tem fé. Poderia ter pouca força na fé que professa e cair em pecado mas é pior que isso: vc. não tem fé porque contraria a fé pelas crenças que manifesta no seu texto. São crenças de anti-fé.

    E em relação à FSSPX, hoje tenho cada vez mais certezas de que é único baluarte que nos pode a todos garantir receber aqueles ensinamentos da Igreja, a Doutrina de Deus, como sempre foi interinamente. A FSSPX nasce da vontade de várias pessoas quererem não se corromper com as mudanças que a revolução está conseguindo falsamente operar no ceio da Igreja. Não tenho mais escolha… é melhor não estar em “perfeita união com Roma” que estar em perfeita desunião com a Santa Igreja. Qual eu escolho? Hoje, com esta carta eu me achei na necessidade de ser muito melhor e de fazer algo para estar mais em comunhão com Deus e com a Igreja. Vc é a primeira pessoa a saber:

    Irei entrar em contacto com a FSSPX e dispor-me segundo o que Deus me chamar. Se for para fiel, serei fiel, se for para monge serei monge, se for para sacerdote serei sacerdote, no fundo Deus nos chama a ser santos e eu não sou mas Deus manda a todos seremos santos, então que quero ser santo sim e não Desobedecer mais a Deus.

    Tenho sido muito cauteloso nestes aspectos e tenho andado a pensar muito na vida. Tenho errado muito mas também tenho feito lentos progressos. Curiosamente, ao ler a triste carta que me escreve, depois de eu saber que já leu sobre a Doutrina católica tradicional (a única da Igreja durante séculos) e, ao contrário de mim, vc. segue o caminho oposto. Mas oposto a quem? Não lhe basta acreditar e fazer como S. Luís de Montefort, por exemplo? Que livros ele estudou? Que devoções ele teve naquele tempo? Que Missa ele tinha? Que livros ele escreveu? Acreditar e obrar como esses santos não é mais percorrer o mesmo e ÚNICO caminho para a santidade? Então porque vc. nega tudo isto para seguir uma “nova Igreja”, uma “nova missa” e uma “nova tradição” e uma “nova teologia”? É porque o mundo mudou? Mas o mundo é menos santo, porque haveria a Igreja de se renovar com esse mundo?

    A sua carta é um monte de disparates que rasam quase o satanismo.

    Se quiser voltar volte e aborde primeiro os fundamentos das suas Novas Ideias, pois sem isso não a texto coerente que vc. possa escrever, não haverá evangelização católica que vc. possa fazer, poiso Espírito Santo não sopra no erro. Resolva os seus erros e converta-se à Igreja de forma suficiente para que vc. Esteja em “suficiente comunhão com Roma”.

    Via Cristo Rei, viva o Papa, viva a Santa Igreja, a Santa Tradição manifesta por todos os santos, viva Monsenhor Lefevre e a FSSPX.

    Responder
  3. Amigo Montfort

    #
    Gisleine, em Junho 9th, 2008 às 2:08 am Diz:

    Ascendens, é fartamente conhecida sua participação na seita do Fedeli. Procure ser fiel à Igreja de Cristo. Sua linguagem é mesmo a de uma pessoa fora da comunhão com Roma, como bom seguidor do bispo Lefebre. O blog não acusa nem levanta suspeitas. O texto são palavras do guru Fedeli. A podridão é a que sai da boca suja dele.
    #
    Amigo Montfort, em Junho 10th, 2008 às 3:07 am Diz:

    Meu Amigo Ascendens

    Tenho lido seu comentários um pouco contraditórios, tem horas que defende o Fedeli e tem horas que o coloca sob suspeita, ficas separando seus textos e escolhendo para não correr o risco de errar.

    Melhor seria aprender a lição de vez.

    “Em uma cesta de frutas boas, em se colocando uma pôdre, todas se perdem rapidamente, logo não pode haver frutos pôdres junto com frutos Bons.” é inconcebível.

    Ou a Arvore produz Mangas ou Limões, nunca os dois em uma mesma Laranjeira, aliás Laranjeiras produzem Laranjas, nem Limões e nem Mangas.

    Voce por outro lado só lê os textos de Fedeli, como neste blog só tem cópias de Fedeli, você reclama que nossa Igreja está Ruim, pode estar ruim na visão do Fedeli, não na minha, não na do Pe. Jonas, não na Visão do Papa. Somente os tradicionalistas dizem que a Igreja está ruim e a ficam puxando para baixo com “pessimismo extrapolado”, por outro lado não conseguem tocar nos corações de seus seguidores que não se tornam Padres, deixando a fé morrer e acabar. Onde estão os Fedelistas ? em quais seminários eles estão ? aliás ele não indica nehum, nem os da FSSPX, sua Igreja está fadada ao fracaço e a morrer por falta de pastores. por outro lado os jovens advindos da RCC estão lotando os seminários, que não servem para Voces porque acham que somos protestantes, logo a Igreja Católica se tornará Protestante que ama a Maria e segue o Papa e está cheia do Espírito Santo.

    Aliás uma pessoa que Ama a Maria e segue o Papa pode ser chamada de protestante infiltrado?
    Só na cabeça de Orlando Fedeli e seu seguidores.

    Queremos dar vida à Igreja e não acabar com ela como Fedeli faz dizendo para os vocacionados que não indica nenhum seminário, que todos estão errados, sendo assim a Igreja que ele tanto defende já morreu.

    Quem mata as vocações mata a Igreja, e quem mata a Igreja é um agente do inimigo, que odeia o Sacerdócio.

    In Corde Jesu, semper.

    Responder
  4. Amigo Montfort

    Caro Ascendens.

    Este texto acima eu copiei antes de ler a sua resposta para mim: Perdoe-me se lhe disse algo que lhe tenha ofendido, o texto colocado agora poderá ter sido pior que o anterior. porém não tenho como retirá-lo mais, mesmo que você não o tenha lido ainda. Este comentário a seguir visa esclarecer minha posição perante você, esquecendo os outros.

    Mas realmente não entendi sua atiude tão exasperada, uma vez que até me acusou de Modernista e até de inimigo, não sei porque eu seria Modernista, só por citar a “RCC” ou só por citar Lefebvre “Morto”, ou ainda por citar Paulo VI, João Paulo II, retornar para Roma, Nova Primavera.

    Já pude perceber que estas citações exasperam qualquer seguidor de Lefebvre. só o nome de João Paulo II provoca muito atrito.

    Mas foi muito proveitoso nosso dialogo, uma vez que voce tomou a melhor decisão de sua Vida, realmente meu Irmão eu apoio imensamente sua atitude, saiba que não desprezo sua posição e não condeno o sacerdócio, mesmo que seja da FSSPX. O Mundo precisa de santos Pastores, a França por exemplo com essa crise do Cisma está em deficit e os Católicos estão perdendo seus Pastores o que é muito mal para a Igreja, que acabará dispersando o rebanho por falta de Pastores e não por falta de fé.

    No texto acima, não disse nada de teologia, nada sobre fé, nada sobre nada que identificasse minhas posições de fé, no entanto voce teceu um diagnóstico de toda minha vida e meu relacionamento com Deus, afirmou até que eu não creio em nada. Realmente tudo que eu acreditava até fevereiro deste ano foi colocado em xeque mate pelo Sr. Orlando Fedeli. Só que me foi apresentado uma alternativa totalmente contraditória e que não funcionou na França, o Fedeli citou Napoleão exemplificando Waterloo como a grande derrota do Vaticano II. Caro Ascendens, eu sou Brasileiro e tu és Portugues, o que nós temos a ver com Napoleão, nunca foi meu heroi e se olharmos Waterloo foi uma grande vitória para os Ingleses, logo na mesma comparação seria uma grande vitória para o vaticano II, ele apenas repete um eco Frances, nem sequer faz uma adaptação para o nosso país “Trocando os herois compatíveis” o que torna seus exemplos totalmente inúteis e sem sentido, uma vez que o vaticano II não foi escrito apenas para a França mas para o Mundo inteiro.

    Neste caso, mesmo com minha fé em xeque, não perdi a batalha, e tenho várias saidas, uma delas é esta, etudar o meu oponente e tentar prever sua proxima jogada.

    No entanto, esqueçamos o Fedeli, esqueçamos a minha Fé, você pode até pensar, que sou um maluco jogando xadrez e não um cristão que acredita em Deus.

    O Momento é vital e de suma Importãncia, e a minha presença em seu blog neste mero comentário não poderá jamais interferir em sua fé ou em sua decisão de seguir a Cristo de corpo e alma, espero que sua decisão seja realmente cinsera e que esta vocação cresça e dê muitos Frutos.

    Meu Caro amigo, conheço muitos Sacerdotes, e muitos Tradicionalistas, se bem lhe digo daqueles que já ouviram a minha voz em pregação, tres já se tornaram Padres, não que os tenha aconselhado diretamente, ou que minha pregação tenha sido a gota d’agua que lhes tenha feito tomar esta atitude, mas existem muitos padres Tradicionalistas ótimos e grandes amigos meus, não tenho nada que censurá-los, só o que elogiá-los, principalmente por serem Sacerdotes de Meu Deus, que é muito mais importante para os que se perdem deste mundo sem Deus, mesmo que você esteja tão distante de Mim, espero que Deus lhe abençoe de todo meu coração, mesmo que o meu exemplo para voce pareça negativo e por isso voce tenha tomado sua decisão, para evitar que pessoas como eu ganhem espaço neste mundo.

    Um dia poderemos sentar juntos numa lareira e falar sobre este assunto novamente, creio que se realmente você for para um seminário, não veremos mais seus comentários por aí nos blog’s tradicionalistas e ou anti-tradicionalistas, eu também não estaria aqui se minha fé não estivesse em xeque, e ainda não consequi me livrar dessa sinuca.

    Mas com Fé, conseguirei, Amem.

    Nos veremos por aí.

    Estou lhe deixando outro e_mail e outro texto de presentepravoce em outro Blog, não sou responsável por aquele blog das copias do Fedeli e nem pretendo continuar com esta peleja por muito tempo, só não consigo ler acusações ao nosso Papa e à Igreja em Silêncio, por isso eu falo muitas abobrinhas “maluquices” as vezes, apenas da boca pra fora.

    Jesus te ama e creio que realmente te chamou, Parabens.

    Posso ter sido o primeiro, mas espero não ter sido o ultimo, há poucos dias (17/05/08) um Padre amigo meu, se tornou Bispo, e eu lembrava de um encontro que estavamos juntos, lado a lado brincando descontraidamente como jovens, hoje eu, casado com filhos namorando quase com netos e ele alcançando uma posição importante dentro da Igreja, mas isto gerou um distância entre os amigos, “quase irmãos e confundidos de longe por quem não nos conhecia de perto”, afinal agora, um bispo é pastor de muitas almas como a minha, que agora sou apenas uma ovelhinha de seu rebanho, mas afinal um dia estaremos todos juntos do Pai e poderemos novamente estar lado a lado relembrando nosso passado descontraidamente e alegremente sem pesares ou distâncias.

    Responder
  5. ASCENDENS(Pt.) Post author

    Ao “Amigo Montfort”:

    IMPORTANTE:

    Não enviou um comentário ao texto, como sabe. Apenas se serviu da caixa de comentários para expressar outros assuntos. Contudo, na sua segunda e terceiras intervenções, depois de eu lhe responder, não fez mais caso da conversa, passou a outros assuntos. Caso queira continuar a conversa, mesmo sendo na caixa de comentários, pode faze-lo, apenas para continuar a mesma conversa. Caso queira abandonar a conversa e começar outra deverá indicar que desiste dela.

    Há uma situação que me preocupa. Eu não dei ordem de publicação do seu segundo comentário e ele foi publicado e, agora, suspenso por mim. O seu terceiro texto esse já fui eu que dei ordem de publicação e quando vi que havia um texto anterior seu “clandestinamente publicado” eu dei ordem de suspender esses dois últimos textos. Caso haja da sua parte boicote informático, como já acontecera com mensagens no Blogguer ASCENDENS, com uma personagem virtualmente identificada como “Alef”, vou pedir que não use das mesmas manhas.

    Como este é um espaço mais restrito, eu vou pedir que cole o seu primeiro texto na caixa de comentários do Blog Ascendens. Segidamente eu colarei a minha resposta já dada. Em seguida espero que atenda ao desenvolvimento da conversa ou à sua desistência.

    Caso queira usar o mail ascendensblog@yahoo.com

    Responder
  6. ASCENDENS(Pt.) Post author

    Estive agora a ler um dos textos suspensos que me enviou.
    Lamento que o meu texto seja muito pesado para vc. Eu vou retirar nele a segunda parte que é decorativa e periférica ao assunto central. Já notei que é uma pessoa com dificuldades de entendimento textual.

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s